A sustentabilidade na cadeia produtiva da construção

Home / A sustentabilidade na cadeia produtiva da construção

No setor da construção civil, o fator da sustentabilidade se encontra precário quando se analisa os grandes impactos que este mercado ainda causa ao meio ambiente. Com isso, atualmente existe um elemento que vem causando ainda mais preocupação por contribuir para o agravamento do problema: o crescimento acelerado da população e a alta demanda por moradias. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) estima-se que a população mundial deverá chegar a 9 bilhões de pessoas até 2050 e, só no Brasil serão necessárias 23 milhões de novas moradias.

Vale lembrar também que o mercado da construção civil é um dos que mais causa impactos ambientais a longo prazo, em que isso se estende desde a extração de materiais até o fim dos produtos construídos. E, devido a esta alta demanda de edificações que deve crescer nos próximos anos, observa-se então o quanto as construtoras e demais empresas que atuam no ramo, devem se preocupar com o fator da sustentabilidade em sua cadeia produtiva. E para que haja melhorias neste aspecto é preciso conhecer onde mais há impactos negativos. Entre eles, observamos:

  1. A construção civil é responsável por 40% de todos os resíduos produzidos pela sociedade;
  2. No que envolve o consumo total de água, só este setor é responsável por um consumo de 12%;
  3. Entre a emissão de gases de efeito estufa, a produção de cimento é responsável por 5%;

Com estes dados alarmantes e com a atual situação de nosso planeta – com tantos fenômenos ambientais e diversas consequências do efeito estufa -, constata-se que a indústria da construção necessita buscar práticas sustentáveis, mas que sejam viáveis economicamente e também que não interfira na produção.

Implantando a sustentabilidade em seu canteiro de obras

Segundo especialistas em gestão de obras sustentável, a sustentabilidade em uma edificação se inicia logo no projeto e se expande até o pós-obra. Com isso, entre as medidas a serem adotadas, é preciso:

  • Projetos mais flexíveis, sendo possíveis adaptações para se evitar demolições e muitas reformas;
  • Descarte correto dos resíduos;
  • Compra de materiais que realmente serão usados, evitando desperdícios e descarte desnecessário de recursos que não serão aproveitados;
  • Busca pelo uso de energias renováveis;
  • Procura por um uso mais ecológico de água;
  • Diminuição de materiais que causam grande impacto ambiental – a tecnologia BubbleDeck é um bom exemplo de medida a ser adota pelas construtoras;

Adotando estas medidas, os impactos serão bem menores ao meio ambiente. Já sabemos que a sustentabilidade deve estar sempre presente nos debates e planejamentos das construções, nosso planeta necessita de uma atenção especial e é nossa a responsabilidade de procurar as melhores medidas para as nossas edificações. Por isso, analise suas condições e busque soluções sustentáveis para o seu canteiro de obras.

Compartilhe o post:

(Visited 709 times, 1 visits today)

About Author

1 Comment
  1. O segredo da economia: plano de gerenciamento de resíduos | Blog da Metroform

    […] os impactos ambientais gerados pela construção civil é muito importante para colaborar com a sustentabilidade no planeta. A partir deste olhar, destaca-se a necessidade de adotar medidas mais conscientes para […]

Deixe uma resposta

shares