Abril Verde: movimento pela saúde e segurança no trabalho

Home / Abril Verde: movimento pela saúde e segurança no trabalho

Abril Verde: movimento pela saúde e segurança no trabalho

10 de junho de 2017 | Geral | Nenhum comentário

Movimento Abril Verde tem por objetivo reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde dos trabalhadores

Movimento Abril Verde, movimento pela saúde e segurança no trabalho, tem como objetivo reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde dos trabalhadores, através de campanhas nas redes sociais e de várias outras mobilizações que no Brasil chamam a atenção para a causa.

Iniciado em 2014, por iniciativa do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado do Paraná, o Abril Verde também tem por finalidade mobilizar a sociedade para a prevenção de doenças ocorridas em decorrência do trabalho.


As origens do Abril Verde

Três datas deram origem ao Movimento Abril Verde. O “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho” e o “Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho”, celebrados no dia 28 de abril.

Além dessas datas, o “Dia Mundial da Saúde”, comemorado no dia 7 de abril.

A primeira data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), por iniciativa de sindicatos canadenses, e escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969.

Já a segunda, instituída em 1948 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tem por objetivo conscientizar a população a respeito da qualidade de vida e dos diferentes fatores que afetam a saúde de todos.

A importância do apoio ao Movimento Abril Verde

Apoiar o Abril Verde é contribuir para redução de tristes estatísticas tanto em termos de Brasil quanto em nível mundial.

Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) de 2013 colocam o país como 4º colocado no ranking mundial de acidentes fatais de trabalho. Naquele ano, segundo dados do Ministério da Previdência, foram 3.410 mortes em decorrência desse tipo de acidente.

Do total, 451 ocorreram apenas na construção. Outras 162 resultaram da queda de trabalhadores ou objetos. Os números dizem, ainda, que o risco de um trabalhador morrer na construção civil é mais do que o dobro da média.

Além disso, de acordo com a Previdência Social, o Brasil registra, em média, mais de 700 mil acidentes de trabalho por ano, desde, pelo menos, 2010.

É importante que iniciativas para evitar acidentes e mortes no trabalho, além de ações para prevenir doenças causadas em decorrência do trabalho, aconteçam ao longo de todo o ano.

Como você pretende contribuir para reduzir essas estatísticas? Escreva nos comentários abaixo.

Compartilhe o post:

About Author

Deixe uma resposta

shares