Como escolher um fornecedor de proteção coletiva (EPC)?

Home / Como escolher um fornecedor de proteção coletiva (EPC)?

Quando o assunto é segurança, não podemos considerar nenhum tópico como sendo desnecessário ou menos importante. Hoje você vai poder aprender um pouco mais sobre como escolher um fornecedor de proteção coletiva, que realmente consiga suprir todas as necessidades da sua empresa.

Tudo o que diz respeito à integridade física de funcionários ou também de terceiros é assunto de extrema relevância. Muitos acidentes graves poderiam ter sido evitados diante do uso dos devidos EPCs.

O fato é que muitas pessoas, sejam empresários ou gerentes, acabam ficando em dúvida na hora de escolher um fornecedor de proteção coletiva. Nós sabemos da importância desses equipamentos e por esse motivo vamos ajudar você, leitor.

Como escolher um fornecedor de proteção coletiva: a sua empresa promovendo a segurança de todos

Para quem não sabe, um EPC tem como objetivo proporcionar uma maior preservação da integridade e saúde dos funcionários da sua empresa. Os equipamentos mais frequentes são: sinalizadores de segurança, corrimão para escadas, capelas químicas e etc.

Mas e quando você estiver diante da necessidade de escolher um fornecedor de proteção coletiva? Quais serão as medidas a serem tomadas para que uma boa escolha seja realizada da maneira correta?

Acompanhe e confira as dicas:

Pesquise por custo-benefício

Nunca devemos enxergar o EPC como um gasto a mais no orçamento de uma empresa, mas sim como um investimento que realmente vai valer a pena. Evitar acidentes é uma atenção que todas as empresas precisam ter.

Por esse motivo, é importante fazer uma média de orçamento dos preços dos EPCs, mas sempre levando em consideração aquela empresa que melhor vai oferecer qualidade e compromisso com os seus clientes.

Pesquise por empresas renomadas no mercado

Quando muitas empresas realizam as suas compras de EPCs com um determinado fornecedor, é porque com certeza alguma vantagem é oferecida, não é verdade?

Procure por empresas que já tenham um nome dentro do mercado de venda de EPCs. Não corra o risco de comprar um equipamento que não possua qualidade.

Normalmente, na sua cidade as empresas já estão acostumadas a efetuarem suas compras com alguns fornecedores específicos, então, procure saber como anda o feedback dessas compras, se está mais para o lado positivo ou para o lado negativo.

Procure saber sobre a qualidade dos equipamentos oferecidos

Lembre-se que os equipamentos provavelmente serão utilizados diariamente dentro da rotina de trabalho da sua empresa. Sendo assim, se julgar necessário, peça para conhecer antecipadamente a sua qualidade.

De nada adianta levar em consideração alguns pontos já citados acima se o equipamento não apresentar uma boa durabilidade e constantemente novas compras precisarem ser realizadas.

Conheça o estoque da empresa

Não seria nada bom precisar de mais materias e o fornecedor simplesmente não ser capaz de entregar ou produzir no prazo necessário.

Avalie a responsabilidade técnica

Muitas empresas fabricam equipamentos de proteção, mas não tem um responsável técnico interno. Apenas possuem engenheiros que não participaram da criação e dos cálculos do produto e que somente assinam o projeto.

Avalie a área protegida

Em caso de estruturas metálicas, certifique-se de que você está contratando o perímetro protegido (vãos e janelas) ou se está pagando também por pilares, em caso de contratação de metro linear.

Avalie o porte da empresa

Empresas de grande porte geralmente possuem processos de fabricação, atendimento à normas técnicas, responsabilidade técnica, experiência em obras de todos os portes e atendimento profissional para sua empresa.

Avalie se a empresa oferece seguro de responsabilidade civil ou omissão profissional

Empresas que se preocupam com a sua saúde financeira realmente são parceiras e estão dispostas à ajuda-lo. Os seguros oferecidos são uma proteção a mais para o seu patrimônio.

Como escolher um fornecedor de proteção coletiva: algumas considerações finais

Quando mencionamos que um EPC nunca deve ser visto como um custo a mais é porque os benefícios que esses equipamentos oferecem são tão grandes que até mesmo alguns outros gastos podem ser evitados com esse simples investimento. Os principais benefícios são:

  • Melhores condições de trabalho para os colaboradores
  • Os funcionários realmente se sentem importantes e protegidos
  • Os trabalhos realizados são feitos com muito mais eficiência
  • Grande redução de acidentes de trabalho

Os EPCs merecem atenção em função das normas 4 e 9 regulamentas pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Essas normas fazem referência ao uso dos mesmos.

De acordo com a NR 4, é de responsabilidade do SESMT aplicar o conhecimento em saúde e segurança do trabalho para que seja possível eliminar ou reduzir os riscos que existem dentro de alguns ambientes de trabalho.

Já a NR 9, trata do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Essa norma discorre que durante o processo de identificação de riscos é muito importante que exista também uma descrição de todas as medidas de segurança que são tomadas para minimizá-los, como os EPCs e os EPIs.

Tenha bastante atenção na hora de escolher um fornecedor de proteção coletiva para que assimtodos que fazem parte da sua empresa estejam realmente protegidos.

Compartilhe o post:

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares