O que é proteção coletiva na construção civil?

Home / O que é proteção coletiva na construção civil?

Quando falamos sobre proteção, imediatamente já imaginamos que se refere a algum assunto voltado para a segurança, não é verdade? Mas será que você realmente sabe o que é proteção coletiva dentro da construção civil?

Durante longos anos, os trabalhadores da construção civil sofreram com muitos acidentes que poderiam ter sido evitados e o fato é que hoje eles são protegidos por uma série de obrigatoriedades que os empresários ou construtores em algum momento devem se acostumar.

Vale destacar que boa parte das práticas de uso desses equipamentos de proteção coletiva surgiram a partir de normas internacionais que tratam do sistema de gestão de segurança e saúde no trabalho, como a OHSAS e a ISO, mas no Brasil elas ganharam força à medida que se tornaram parte integrante das normas de segurança do trabalho e passaram a compor a legislação trabalhista.

Proteção coletiva na construção civil: pontos que merecem bastante atenção

Proteção coletiva na construção civil se refere aos chamados de EPC’s que são equipamentos usados para a proteção de todos. Isso vale não só para os trabalhadores de uma empresa, mas sim para todos que estão envolvidos de alguma forma com o serviço que está sendo feito.

Diferentemente dos EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), os EPC’s não exigem uma ação direta do trabalhador porque estão relacionados com a segurança geral da obra.

De forma bastante básica e resumida, os equipamentos de proteção coletiva são todos os artefatos que provém segurança em um ambiente de produção.

Eles podem ser usados em diferentes segmentos de negócios, tais como: fábricas, usinas, obras residenciais industriais e de infraestrutura.

Como exemplo, os EPC’s mais comuns são: sinalizadores de segurança, bandejas de proteção, telas, grades de aços, capelas químicas e proteção para parte móvel de máquinas e equipamentos.

Com certeza, por mais que você não esteja diretamente ligado com a construção civil, já deve ter visto alguns desses equipamentos não é mesmo? Não há como negar que eles são diariamente utilizados para garantir a segurança de todos.

Mas no que diz respeito a construção civil um ótimo exemplo são os equipamentos de proteção específica para edificação, como: bandejas, telas metálicas, escoras e proteção para poço de elevador, que são dispositivos projetados para suportar grandes impactos e que atualmente são exigidos na maioria das normas do Ministério do Trabalho.

A proteção coletiva é extremamente importante não só para a proteção da vida do trabalhador da obra, mas também para evitar que passantes sejam atingidos por equipamentos ou restos de materiais que venham a cair durante a construção.

Além disso, o uso desses equipamentos ajuda na saúde financeira de uma empresa, pois cada pessoa que se acidenta em uma obra pode gerar altos custos de indenizações, improdutividade e desmotivação para os trabalhadores, fatores esses que impactam diretamente no caixa da instituição.

Sendo assim, é muito melhor investir em equipamentos de proteção coletiva, do que arcar com as consequências lamentáveis desses tipos de acontecimentos.

Então Resumindo:

Dentro da construção civil, tudo aquilo que for utilizado como sinalização, barreira, isolamento e proteção contra quedas, sem a necessidade de ação individual do operário pode ser considerado proteção coletiva.

Agora, depois desse artigo, acreditamos que você já está muito mais preparado para discutir sobre esse assunto.

Um abraço e até a próxima!

Compartilhe o post:

About Author

Deixe uma resposta

shares