Proteção coletiva: evite multas em seu canteiro de obras

Home / Proteção coletiva: evite multas em seu canteiro de obras

No Brasil, a cada 48 segundos, acontece uma fatalidade no ambiente laboral. E somente o setor da construção civil é responsável pelo dobro da média desses acidentes. Os dados alarmantes, levantados pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho (OSST), deixa transparente a necessidade de implantar todas as ações necessárias para a prevenção de acidentes.

O bem-estar do trabalhador é de suma importância, pois evita o acontecimento destes sinistros tão ocorrentes no canteiro de obras, garantindo assim, empreendimentos de qualidade e conforme o planejamento. Desse modo, os programas de ações preventivas, os equipamentos de proteção e o bom uso da tecnologia podem auxiliar, e muito, quando o assunto é saúde e segurança no trabalho .  

Todas as precauções para diminuir os agentes de risco dentro do local de trabalho são previstas pelas Normas Regulamentadoras, e o descumprimento das mesmas podem acarretar graves acidentes, gerando prejuízos financeiros as construtoras e/ou incorporadoras.

Entre os danos mais ocorrentes, estão:

  • Gastos com compensações, tratamentos médicos e eventuais processos de trabalhadores acidentados;
  • Pagamentos de multas e sanções legais por não estar em dia com a legislação vigente;
  • Queda do rendimento dos trabalhadores que estende o tempo da obra e, consequentemente, gera mais despesas com honorários;
  • Comprometimento da imagem da empresa, resultando na perda de cliente e pessoas interessadas em seus serviços.

Compreende-se que, diante da extensão do setor, existem fiscalizações rigorosas em relação à execução e segurança da obra. E uma das principais medidas de evitar os gastos com multas é cumprindo todas as ações previstas nas NR’s e instalando adequadamente os Equipamentos de Proteção Coletiva.

A importância dos Equipamentos de Proteção Coletiva

Todas as empresas estão sujeitas as penalidades em casos de infrações e descumprimento das NRs, desse modo, as medidas preventivas são os principais recursos de evitar multas e outras complicações. Os casos de acidentes fatais, dentro da construção civil, causados por quedas de altura e de materiais , são os mais ocorrentes. E única medida de evitar que alguma tragédia aconteça é com o uso de equipamentos de proteção coletiva.

Estes dispositivos, além de evitar sanções dos órgãos fiscalizadores, também garantem a integridade física e mental dos colaboradores, deixando-os mais seguros e tranquilos para executar o trabalho, ocasionando em um aumento da produtividade dentro do canteiro de obras. Entre os principais equipamentos, os que precisam e devem estar instalados para prevenção de acidentes, são:

A punição aplicada pelos órgãos fiscalizadores varia de acordo com o grau de periculosidade do agente de risco. Por essa razão, é indispensável seguir as Normas Regulamentadoras, a fim de evitar acidentes de trabalho e, consequentemente, multas e/ou complicações judiciais.

A empresa e gestores do empreendimento são responsáveis por garantir a saúde e a segurança no canteiro de obras, sendo assim, é importante que ela perceba que aplicar corretamente os equipamentos de proteção coletiva e se adequar as legislações e as normas não são gastos desnecessários, e sim, um investimento para promover mais produtividade e crescimento da organização.

Compartilhe o post:

(Visited 238 times, 1 visits today)

About Author

1 Comment
  1. Segurança: a importância do uso da linha de vida na construção | Blog da Metroform

    […] trabalho em altura. Formada por um sistema de ancoragem e cabos de aços, a linha de vida é um dos principais equipamentos de proteção coletiva em trabalhos feitos em construções com mais de um […]

Deixe uma resposta

shares